“A educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda”

Conheça um pouco da história do intelectual recifense Paulo Freire

Paulo Reglus Neves Freire (Recife, 19 de setembro de 1921 — São Paulo, 2 de maio de 1997) foi um educador e filósofo brasileiro. O cara se destacou por seu trabalho na área da educação popular, voltada tanto para a escolarização como para a formação da consciência. É considerado um dos pensadores mais notáveis na história da pedagogia mundial, tendo influenciado o movimento chamado pedagogia crítica.

Sua família fazia parte da classe média recifense, mas Freire passou fome na infância durante a depressão de 1929, fato que o levou a se preocupar com os mais humildes e o ajudaria a construir seu revolucionário método de alfabetização.

Por seu empenho em ensinar as pessoas em situação de risco, Paulo Freire tornou-se uma inspiração para gerações de professores, especialmente na América Latina e na África. Pelo mesmo motivo, sofreu a perseguição do regime militar no Brasil (1964-1985), sendo preso e forçado ao exílio.

Em 1991 foi fundado em São Paulo o Instituto Paulo Freire, para estender e elaborar as idéias de Freire. O instituto mantém até hoje os arquivos do educador, além de realizar numerosas atividades relacionadas com o legado do pensador e a atuação em temas da educação brasileira e mundial.

Ele defendia várias formas de pensar e olhar para o nosso mundo e sociedade. Se liga:

Teologia da Libertação

Cristianismo a favor dos excluídos:  é uma corrente teológica (religiosa) que engloba diversas teologias cristãs desenvolvidas no terceiro mundo ou nas periferias do primeiro mundo a partir dos anos 70 do século 20, baseadas na opção pelos pobres contra a pobreza e pela sua libertação. Desenvolveu-se inicialmente na América Latina.

Utilizam como ponto de partida a reflexão sobre a situação de pobreza e exclusão social à luz da fé cristã. Esta situação é interpretada como resultado de estruturas econômicas e sociais injustas, influenciada pela visão das ciências sociais, sobretudo a teoria da dependência na América Latina, que possui inspiração marxista.

Marxismo é o conjunto de idéias filosóficas, econômicas, políticas e sociais elaboradas primariamente por Karl Marx (o pai do comunismo) e Friedrich Engels, defende a emancipação do proletariado por meio da libertação da classe operária, para que os trabalhadores da cidade e do campo rompam na raiz a propriedade privada burguesa.

Na Teologia da Libertação a situação da pobreza é denunciada como pecado estrutural e estas teologias propõem o envolvimento político dos cristãos na construção de uma sociedade mais justa e solidária. Uma característica da Teologia da Libertação é considerar o pobre, não como um objeto de caridade, mas sujeito de sua própria libertação. Ou seja, a Teologia da Libertação não concorda com o conceito “assistencialista”: vamos ajudar os coitadinhos, ninguém é coitado e todo mundo responsável por sua situação.

Pedagogia do Oprimido

A opressão contida na sociedade e no universo educativo: o livro lançado por Paulo Freire defende a idéia de que a opressão é apresentada como problema crônico social, visto que as classes menos favorecidas são oprimidas e terminam por aceitar o que lhes é imposto, devido à falta de conscientização, sem buscar realmente a chamada Pedagogia da Libertação. A libertação é um “parto” conforme afirma o autor, pois a superação da opressão exige o abandono da condição “servil”, que faz com que muitas pessoas simples apenas obedeçam a ordens, sem, contudo questionar ou lutar pela transformação da realidade, fato motivado especialmente pelo medo.

Citações de Paulo Freire:

“Eu sou um intelectual que não tem medo de ser amoroso, eu amo as gentes e amo o mundo. E é porque amo as pessoas e amo o mundo, que eu brigo para que a justiça social se implante antes da caridade”.

“Mudar é difícil mas é possível”.

“A humildade exprime, uma das raras certezas de que estou certo: a de que ninguém é superior a ninguém”.

Se liga no vídeo em que Paulo Freire fala sobre a Teologia da Libertação.

Assista quantas vezes for necessário: a mudança e a implantação da justiça social só depende de nós.

Um povo despreparado vira arma na mão de governantes injustos.

Imagem de Amostra do You Tube
Compartilhe:
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Live
  • MySpace
  • Google Bookmarks
  • RSS
  • email
  • Print
  • Add to favorites
  • Digg
  • del.icio.us
  • Reddit
  • Yahoo! Bookmarks
  • StumbleUpon
  • Tumblr